Deveria ser crime quem pega pelo cabelo e beija o pescoço, sem antes pedir…não da nem tempo de dizer “não” até pq, depois disso, já era!
Se vacilar, volto para pisar e cuspir em cima.

Por mais que todas as terapias do mundo, todas as auto-ajudas do universo, e todos os amigos experientes do planeta me digam que preciso não precisar de você, minha alma grita aqui dentro que, por mais feliz que eu seja, a festa é sempre pela metade.
Tati Bernardi.  (via thiaramacedo)
Ela é marrenta, mas adora uma provocação.
Parece exagero, mas é que você, poxa vida, só você conseguiu pular o muro de dificuldades que levantei em volta de mim quando as palavras dor, saudade, ausência, falta e despedida fizeram de mim uma menina de lata. Você e seus cabelos escuros e sempre meio ensebados de vir da rua, seu abraço com cheiro de confiança e seus sorrisos nada comerciais. Eu, menina com os pés no chão e sem teto, acabei de decidir que vou levar um choque térmico, atravessando bruscamente pro lado quente da calçada. Conto contigo.
Gabito Nunes. (via retaliador)
Eu me amarro em você, mas se quiser me acompanhar aprenda a lidar com meu jeito… vivo com você, mas não vivo por você!
Você nem quis ouvir o que eu sentia
— Onze:20  (via perigeu)
Vai negar a saudade? Vai negar o amor? Vai negar o passado? Ah meu bem, pra que mentir? Todo mundo sabe que você ainda não me esqueceu.
Caio Augusto Leite.   (via perigeu)

Eu sou singular, querendo ser plural.

Rebeca Benetti. (via retaliador)